Após um bom primeiro tempo, com vitória por 41 a 40, o Basquete Joinville mostrou os velhos problemas e sucumbiu ao ver o Botafogo, nesta noite, abrir vantagem na final da Liga Ouro. Entretanto, o vice-campeonato, concluído no placar de 90 a 68, no ginásio Oscar Zelaya, não tira o brilho de uma equipe que começou basicamente do zero.

Amparada por uma boa gestão, que se preocupou em honrar os compromissos e propiciar uma ótima condição esportiva, o Basquete Joinville superou-se diariamente. Com treinos às 6h durante a semana, o time comandado por George Salles bateu de frente com os outros seis participantes da Liga Ouro sem reclamar. Para a grande decisão, por exemplo, a equipe encarou mais de mil quilômetros de ônibus e ninguém falou nada.

O vice-campeonato praticamente garantirá um convite para o NBB 2017/2018. Este time, porém, fez muito mais que isso: Com humildade, resgatou o orgulho do Basquete, intrínseco nas veias do esporte joinvilense e reascendeu uma verdadeira chama.

Vocês merecem parabéns.

Share on Facebook323Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0