Chegou a hora de falarmos de uma cria das arquibancadas do Ernestão.

Poucos sabem, mas a identificação do volante Júnior Sutil com o Joinville vai além do contrato assinado com o clube. É um sonho. Sonho que tantos outros apaixonados pelo time da cidade gostariam de realizar.

O privilegiado Juninho Sutil, titular na última partida contra o Figueirense, sabe disso e tenta viver intensamente cada momento.

Passando pela base, tornou-se o capitão da equipe sub-20 na Copa São Paulo deste ano. Imponente, garantiu seu lugar no elenco profissional e seguiu aguardando a oportunidade.

Após três meses, Juninho concedeu sua primeira entrevista coletiva como jogador profissional nesta tarde.

Frio e incisivo, o prata da casa deixou suas credenciais na mesa. Revelou a mágoa contra o Figueirense, criticou a postura de ex-atletas. Literalmente, vestiu a camisa. Como um verdadeiro torcedor, comprou a briga pelo seu time de coração e expôs os planos com a camisa do JEC.

O próximo passo é me firmar como profissional. É levar o clube para a Série B, com um passo de cada vez. Ajudar o clube a colocar a casa em dia. Tudo para o bem do clube, sempre visando o clube. Eu como torcedor já vi muito jogador safado passando por aqui, que veio só pra roubar e que não entrou em campo. Hoje eu tenho a oportunidade e quero só ajudar o clube, mesmo.

Share on Facebook291Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0