A Maná do Brasil suspendeu nesta quinta-feira, dia 20, todo serviço de alimentação no CT do Joinville. Sem pagamentos desde dezembro, a empresa deixará de servir as cinco refeições diárias aos jogadores e funcionários do clube. O débito atual é de aproximadamente R$250 mil.

Edcarlos Natali, superintendente geral do Joinville, confirmou a informação e lamentou o ocorrido. O dirigente salientou as quedas em receitas como parte fundamental o atraso nos repasses. “Tivemos que fazer uma escolha. Ou pagamos a cozinha ou pagamos os salários. Infelizmente teremos que abrir mão de alguns serviços neste momento”, disse.

  • E agora?

O JEC ainda irá procurar a Maná do Brasil em uma última tentativa de acerto. Entretanto, a tendência é que a cozinha do clube seja temporariamente fechada. Com isso, a entidade deve realizar um parceria com um restaurante do bairro Vila Nova visando atender, principalmente, as categorias de base.

Segundo Edcarlos, a despesa com a alimentação é a segunda maior do Joinville, atrás apenas da folha de pagamento. “Ano passado nossa receita era 50% maior. É impossível manter alguns padrões com essa baixa na arrecadação”, concluiu.

Share on Facebook0Share on Google+0Tweet about this on TwitterPin on Pinterest0