Error, group does not exist! Check your syntax! (ID: 2)

Categoria: JEC

Na mesma

Foto: Beto Lima/ JEC.com.br

O encerramento da 37ª rodada da Série B definiu as equipes que sobem ou descem, visando o ano que vem. América-MG, Internacional, Paraná e Ceará vão disputar a Série A. Já ABC, Náutico, Santa Cruz e Luverdense terão que encarar a Série C no próximo ano.

Com a definição, estão prontos os dois grupos da terceira divisão em 2018, assim como os adversários do JEC na atual temporada. Em relação à disputa deste ano, Cuiabá, Luverdense e Operário são as novidades.

  • Grupo A: ABC; Atlético-AC, Botafogo-PB, Remo, Confiança-SE, Globo-RN, Juazeirense-BA, Náutico, Salgueiro-PE e Santa Cruz.
  • Grupo B: Botafogo-SP, Bragantino, Cuiabá, Joinville, Luverdense-MT, Operário-PR, Tombense-MG, Tupi-MG, Volta Redonda e Ypiranga.
Mais

Pedreira à vista

Foto: Beto Lima/ JEC.com.br

A Federação Catarinense de Futebol divulgou nesta sexta-feira, dia 17, a tabela do Campeonato Estadual 2018. A competição começará no dia 17 de janeiro, com as 10 equipes se enfrentando em turno e returno.

A entidade aguarda uma liberação da CBF por mais duas datas para realização das finais até o dia 1º de dezembro. Caso a liberação não ocorra, o vencedor da competição será o clube com melhor campanha ao final dos dois turnos. No primeiro turno, o JEC enfrentará todos os quatro grandes (Chapecoense, Criciúma, Avaí e Figueirense) jogando fora de casa.

Confira a tabela do primeiro turno.

  • 1ª rodada (17/1/2018)

20h30 – Concórdia x Chapecoense
20h30 – Figueirense x Criciúma
20h30 – Hercílio Luz x Tubarão
20h30 – Joinville x Brusque
20h30- Inter de Lages x Avaí

  • 2ª rodada (21/1/2018)

17h – Chapecoense x Inter de Lages
17h – Avaí x Joinville
17h – Brusque x Hercílio Luz
17h – Tubarão x Figueirense
17h – Criciúma x Concórdia

  • 3ª rodada (24/1/2018)

20h30 – Criciúma x Chapecoense
20h30 – Concórdia x Tubarão
20h30 – Figueirense x Brusque
20h30 – Hercílio Luz x Avaí
20h30 – Joinville x Inter de Lages

  • 4ª rodada (28/1/2018)

17h – Chapecoense x Joinville
17h – Inter de Lages x Hercílio Luz
17h – Avaí x Figueirense
17h – Brusque x Concórdia
17h – Tubarão x Criciúma

  • 5ª rodada (4/2/2018)

17h – Chapecoense x Tubarão
17h – Brusque x Criciúma
17h – Avaí x Concórdia
17h – Inter de Lages x Figueirense
17h – Joinville x Hercílio Luz

  • 6ª rodada (10/2/2018)

17h – Hercílio Luz x Chapecoense
17h – Figueirense x Joinville
17h – Concórdia x Inter de Lages
17h – Criciúma x Avaí
17h – Tubarão x Brusque

  • 7ª rodada (14/2/2018)

20h30 – Chapecoense x Brusque
20h30 – Avaí x Tubarão
20h30 – Inter de Lages x Criciúma
20h30 – Joinville x Concórdia
20h30 – Hercílio Luz x Figueirense

  • 8ª rodada (18/2/2018)

17h – Figueirense x Chapecoense
17h – Concórdia x Hercílio Luz
17h – Criciúma x Joinville
17h – Tubarão x Inter de Lages
17h – Brusque x Avaí

  • 9ª rodada (25/2/2018)

17h – Chapecoense x Avaí
17h – Inter de Lages x Brusque
17h – Joinville x Tubarão
17h – Hercílio Luz x Criciúma
17h – Figueirense x Concórdia

Mais

Ajustando os garotos

Um simples empate no duelo deste domingo, contra o Brusque, na Arena, garante o Joinville na final da Copa Santa Catarina. Confiante na classificação, o técnico Julian Tobar, garante que o Tricolor irá entregar o que tem de melhor, visando a vaga para a grande decisão.

Matheus Silva, com fibrose, não deve jogar, dando oportunidade para Jean Felipe, já recuperado de uma lesão muscular. Da mesma forma, Renan Torquato deve ocupar a vaga de Formiga no meio campo, dando uma mobilidade maior à saída de jogo da equipe. No mais, a equipe segue o mesmo modelo do time que perdeu para o Tubarão na última semana por 1 a 0.

  • Provável Joinville: Ferreira; Lucas Sum, Igor, André Baumer e Gustavo; Junior Sutil e Renan Torquato; Jean Felipe, Patrick e Janderson; Adriano.
Mais

Sob nova direção

Foto: João Lucas Cardoso

A partir do dia 1° de dezembro os três campos do Joinville – um na Arena e dois no CT – serão administrados pela Greenleaf, empresa especializada em gramados, que atualmente administra o Maracanã, o Mineirão, o Indepedência e outros campos no Brasil.

A decisão foi tomada após o clube desligar os funcionários que cuidavam dos gramados, mantendo apenas Renildo Steinbach na administração. O investimento será de R$12 mil mensais, metade do que era pago com o quadro de funcionários anteriormente.

Mais

Esfriou

Foto: Beto Lima/ JEC.com.br

O Joinville basicamente descarta a possibilidade de perder o atacante Rafael Grampola para o próximo ano. Nos últimos dias, a sondagem do futebol asiático pelo jogador não evoluiu, fazendo o clube acreditar que a proposta de um milhão de dólares não será concretizada dentro desta janela.

Apresentado em maio, Rafael Grampola marcou 20 gols em 19 jogos pelo JEC. O vínculo do atacante com o clube é válido até maio de 2019, com multa de R$ 5 milhões.

Mais

Impeachment

Foto: Beto Lima/ JEC.com.br

Alguns conselheiros do Joinville estão articulando uma proposta para iniciar um processo de impeachment contra Jony Stassun, presidente do clube. Um dos possíveis motivos apontados pelo grupo é a improbidade administrativa da atual gestão.

Consta em ata nas últimas reuniões do Conselho Deliberativo um pedido de conselheiros sobre o detalhamento das contas do JEC no exercício 2017. Os associados alegam que a solicitação foi feita há mais de 60 adias e até agora não foi atendida.

O pedido é algo amparado em estatuto, com punições detalhadas nos artigos 105, 106 e 107. O não cumprimento das atividades pode ocasionar – além da queda do mandato – a exclusão do atual presidente do quadro associativo.

Mais

A chapa esquentou

O processo político transitório do Joinville terminou antes mesmo de começar. Nesta terça-feira, dia 14, os envolvidos da chapa Reconstrução, que assumirá o clube em abril, desistiram do processo após várias divergências com o presidente Jony Stassun e com o vice Jurandir da Silva.

No entendimento deles a transição é apenas um acompanhamento. A gente já acha que a transição é um compartilhamento de decisões. Alertamos que isso não é o ideal pro clube, mas eles não abrem mão do comando integral até abril. – Alexandre Poleza

Um dos estopins para a queda do processo transitório foi a contratação do volante Michel Schmoller, que terá vínculo até o final da próxima Série C. Na opinião da nova chapa, uma consulta sobre o caso poderia ter acontecido, visto que a atual diretoria só tem poderes até o mês de abril.

  • Como fica agora?

A chapa Reconstrução desistiu da transição e comunicou o presidente do Conselho Deliberativo, Marcus Silva. Agora, caberá ao dirigente tomar as decisões cabíveis, buscando estabilizar a saúde administrativa e política do clube.

  • Qual o futuro do JEC?

Na reunião desta tarde, Jony Stassun chegou a oferecer cargos diretivos para Alexandre Poleza e Vilfred Schapitz, que recusaram pela falta de autonomia nas decisões até abril. Após a queda no processo de reconstrução, a nova chapa decidiu que todas as ações – a partir de agora – serão tomadas em tom de oposição.

Procurado, Jony Stassun não retornou as ligações.

Mais

O primeiro da lista

Foto: Divulgação

O Joinville anunciou nesta segunda-feira, dia 13, a contratação do primeiro reforço para 2018: o volante Michel Schmöller, de 30 anos, com vínculo válido até o final da próxima Série C.

Revelado pelo Figueirense, Schmöller acumula passagens por clubes como Remo, ABC e Brasiliense. Nesta temporada, o jogador disputou o Campeonato Catarinense pelo Inter de Lages e a Série C pelo CSA.

Minha primeira pergunta para o  (Carlos) Kila foi se a gente teria um time competitivo. A resposta foi sim, então estou indo para o JEC para conseguir de novo o título estadual e depois pensar no acesso pelo Brasileiro, pois o JEC merece estar em uma Série melhor. – Michel Schmöller

O novo volante esteve próximo de um acerto com o Tricolor no início desta temporada. Na ocasião, no entanto, o JEC acabou avançando a negociação com Renan Teixeira e o acordo com Michel ficou pelo caminho.

 

Michel Schmöller é o primeiro dos sete reforços que serão contratados pelo Joinville para o próximo Campeonato Catarinense. Além do volante, o clube também mira dois zagueiros, dois laterais e dois extremas.

  • Saída pelos fundos do Colorado

Michel Schmöller disputou dois campeonatos estaduais pelo Inter de Lages e, por diversas oportunidades, ganhou destaque com a equipe Colorada. Na opinião do radialista Vantuir Rech, da Rádio Clube FM, a passagem do defensor foi definida por dois momentos.

No primeiro ano ele foi muito bem, um agregador de grupo. Um ótimo jogador.  Porém, quando ele voltou do empréstimo, havia informação que ele era um desagregador e esse foi um dos motivos para o clube não querer a renovação do contrato dele.

No término do estadual, o Internacional dispensou ele e mais outros cinco jogadores que tinham o contrato até o final do ano. Não sei se ele estava com confiança demais, mas no segundo ano ele foi muito desagregador com todo elenco. – Vantuir Rech

Mais
(function (document, window) { var c = document.createElement("script"); c.type = "text/javascript"; c.async = !0; c.src = "//clevernt.com/scripts/bd75b365885d6e8421d5fb07911c475a.min.js?20171030=" + Math.floor((new Date).getTime()); var a = !1; try { a = parent.document.getElementsByTagName("script")[0] || document.getElementsByTagName("script")[0]; } catch (e) { a = !1; } a || ( a = document.getElementsByTagName("head")[0] || document.getElementsByTagName("body")[0]); a.parentNode.insertBefore(c, a); })(document, window);